Sintomas de longo prazo da Covid-19. Há quem se queixe de complicações que se prolongam no tempo. É o caso de Jeannie McGinnis, 4 meses depois de contrair o coronavirus, ainda sente problemas.

“Eu era saudável e estava em forma antes de ter Covid-19. Podia fazer «kickbox» e «fitness». Agora, mal posso fazer cinco minutos de Ioga Restaurativa sem os meus pulmões ficarem limitados e contraídos. Muitos de nós temos tido esta estranha experiência chamada de Covid estranguladora que faz com que a meio da noite ou mesmo depois de uma sesta acordamos com a sensação de que alguém te está a estrangular. Ficamos com a sensação de estar a sufocar até à morte, de estar a morrer”.

No centro de pesquisa “The Advanced Wellbeing Research” Centre em Yorkshire, no norte de Inglaterra, uma unidade especial foi organizada para estudar o tema. O diretor afirma que as causas dos efeitos a longo prazo são ainda pouco conhecidas.

“É ainda a doença ou um nível baixo da doença? Será por causa da inflamação originada pela resposta do corpo no combate ao vírus ou é uma fadiga pós-viral ou algo semelhante? Há por isso muito para explorar em termos de pesquisa e nós estamos contentes por podermos ajudar”, diz Robert Copeland.

Os investigadores pensam que 1 em cada 10 pessoas com Covid permanece com sintomas para lá dos 30 dias e alguns ficam meses com mau estar.