Pio Matos Júnior, base, de um metro e oitrenta e cinco centímetros, ao serviço da equipa primcipal de basquetebol do Clube Ferroviário de Maputo, integra a lista dos dez jogadores africanos mais destacados ao serviço das selecções e de clubes, de 2010 a 2020.

A distinção foi feita pela equipa editorial da Federação Internacional de Baquetebol Associado, FIBA-África.

Da relação, escreve o site do órgão eleitor no continente, constavam cinquenta e cinco atletas africanos.

Os critérios para a escolha foram, a conquista de títulos colectivos e as performances individuais alcançadas por cada atleta, ao longo da dévcada em referência.

Segundo a FIBA-África, não foi tarefa fácil escolher dez jogadores, de uma lista de cinquenta e cinco, que poderiam facilmente fazer parte desse grupo, em particular.

Publicada em partes Um e Dois, e sem obedecer a uma ordem específica de qual dois nomeados é o melhor, consta da segunda lista, Pio Matos Júnior de 29 anos de idade.

O atleta disse estar satisfeito pela escolha e que a escolha resulta do apoio dos seus pais e colegas de trabalho, além dos treinos aturados.

Carlos Morais e Eduardo Mingas, ambos de Angola, e Ívan almeida de Cabo Verde, são outros jogadores lusófonos exaltados.