Antigos ministros da Educação reunidos, esta quinta-feira 11, com a actual titular da pasta, Carmelita Namashulua, sugeriram o reajuste do calendário escolar e dos conteúdos de ensino, num horizonte de até 2022.

A sugestão dos antigos ministros da Educação assenta na possibilidade de, os efeitos da pandemia do novo coronavírus, terem implicações, para além do presente ano.

Em análise estiveram também questões sobre a higienização e saneamento das escolas.

Ainda hoje, a ministra da Educação e Desenvolvimento Humano manteve um encontro com representantes da ONP-organização Nacional dos Professores.

A temática centrou-se no papel do professor em tempo de COVID-19.

O sector da Educação e Desenvolvimento Humano equaciona a possibilidade de uma retoma gradual de aulas em todo o país assim que houver relaxamento das medidas de prevenção da Covid-19