Um homem morreu depois de ter sido espancado e enterrado vivo, até ao pescoço, quando ele e outro foram surpreendidos a roubar peças de um carro na localidade de Boquisso, província de Maputo, disse ontem (10) fonte policial à Lusa.

A Polícia da República de Moçambique (PRM) deteve uma mulher que terá mobilizado os vizinhos para deter os dois homens, numa acção que terá resultado no espancamento de ambos, referiu o porta-voz do comando provincial da Polícia de Maputo, Fernando Manhiça.

Segundo o responsável, estão em curso medidas para deter outros envolvidos no linchamento.

Os dois homens foram surpreendidos pelas 04:00 locais (02:00 em Lisboa) de quinta-feira, altura em que uma mulher os viu e pediu ajuda aos seus vizinhos.

Depois de agredidos, ambos terão permanecido enterrados durante, pelo menos, uma hora, sendo que um deles morreu e o segundo foi transferido em estado muito debilitado para o Hospital Geral José Macamo, em Maputo.