A empresária angolana anunciou num comunicado que irá recorrer à sociedade de advogados internacional Schillings Partners. “Refuto as alegações infundadas e afirmações falsas”, disse.

Isabel dos Santos anunciou em comunicado que vai processar o Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação (CIJI), que divulgou o Luanda Leaks.

No comunicado, citado agência Reuters, Isabel dos Santos diz que irá tomar “os passos necessários” e, detalha ainda a empresária angolana, será representada pela Schillings Partners — uma sociedade de advogados internacional que respondeu ao CIJI em nome do seu marido, no âmbito do Luanda Leaks.

Refuto as alegações infundadas e afirmações falsas e informo que tomei os passos necessários para avançar com uma ação judicial contra o CIJI e os seus parceiros — o que será levado a cabo pela sociedade de advogados internacional Schillings Partners”, disse em comunicado citado pela agência Reuters.

O ICIJ, que integra vários órgãos de comunicação social, analisou, ao longo de vários meses, dados relativos aos negócios de Isabel dos Santos entre 1980 e 2018 e revelou 751 mil ficheiros que detalham os alegados esquemas financeiros da empresária angolana e do marido, Sindika Dokolo, que estarão na origem da sua fortuna.