A Sala da Paz concedeu uma conferência de imprensa para se referir ao processo eleitoral que decorre em todo o país até às 18 horas.

Faltando menos de duas horas para o fim da votação, a Sala da Paz denunciou a inobservância do direito de prioridade em algumas mesas de votos.

Além disso, a Sala da Paz constatou filas longas e eleitores proibidos de votar.

Na comunicação desta tarde, a plataforma de observação eleitoral afirmou estar satisfeita com a participação notória das mulheres que, nas eleições anteriores, se abstinham por não acreditar no processo. Para a Sala da Paz, a mudança de atitude deve-se ao processo de educação cívica feita este ano.

A Sala da Paz vai continuar a actualizar as constatações obtidas ao longo do processo eleitoral.

O País