Uma mulher foi deixada sozinha num avião da companhia aérea Air Canada, após adormecer durante um voo entre o Quebec e Toronto.

Tiffani Adams adormeceu durante um voo entre as cidades de Quebec e Toronto, a nove de junho. Quando acordou, com o corpo frio e numa completa escuridão, estava sozinha e reparou que o avião já estava estacionado no aeroporto, sem que a tripulação de bordo tivesse notado a sua presença ao aterrar.

Através de uma publicação no Facebook, Adams descreve que acordou “por volta da meia-noite, algumas horas após o voo ter aterrado, com muito frio, ainda com o cinto de segurança apertado, numa completa escuridão”.

Aproveitou a pouca bateria que restava no telemóvel para pedir ajuda a uma amiga e contar o incidente. O pouco tempo de chamada foi suficiente para a amiga, Deanna Dale, ligar à administração do aeroporto de Toronto-Pearson e explicar o insólito, de acordo com a BBC.

Para chamar à atenção de alguém no terminal ou na pista, Adams utilizou uma lanterna que encontrou dentro do cockpit do avião, mas só quando conseguiu abrir a porta principal do avião é que foi encontrada por um operador de transporte de bagagens, que alegou que a passageira estava “em estado de choque”.

A Air Canada já confirmou o sucedido e está a investigar. A companhia aérea ainda ofereceu uma viagem de limusine e uma estadia num hotel, mas Adams recusou, dizendo que queria chegar a casa o mais rapidamente possível. Desde a experiência, descrita por Adams como “aterrorizante”, diz que “não tem conseguido dormir devido a terrores nocturnos recorrentes”.

Euronews