Uma mulher, cujo marido matou os cinco filhos, pediu em tribunal para que não condenassem o homem à pena de morte.

Timothy Jones, recorde-se, matou os cinco filhos naquele que terá sido um acto de ciúmes e vingança por a mulher ter pedido o divórcio.

Amber Kyzer, que recentemente protagonizou um momento arrepiante durante o julgamento, quando não conteve as lágrimas ao recordar uma carta que havia escrito à filha mais velha, explicou porque não quer que o ex-marido seja condenado à pena mais pesada.

“Ouvi aquilo pelo qual os meus filhos passaram. E como mãe, se pudesse, eu própria lhe arrancaria a cabeça. Este é meu lado de mãe ursa a falar”, começou por afirmar.

“Mas os meus filhos amavam-no e falo pelos meus filhos e não por mim”, acrescentou, afirmando, contudo, que “aceita qualquer decisão que seja tomada pela juíza”.

Mulher diz que se casou com Timothy Jones por lhe parecer um homem inteligente e com a vida organizada, mas após o matrimónio este revelou um lado possessivo e de crenças religiosas com as quais não concordava, motivo pelo qual acabou por pedir o divórcio.

Timothy Jones é acusado de cinco crimes de homicídio pela morte de Merah (8 anos), Elias (7 anos),  Nahtahn (6 anos), Gabriel (2 anos)  e Abigail (1 ano). Os advogados do homem não negam a autoria dos crimes mas querem que seja poupado à pena de morte, alegando insanidade mental como justificação para o seu acto.

Notícias ao Minuto