Está fora de questão que o incêndio na catedral de Notre Dame, em Paris, tenha tido origem criminosa. É a conclusão do inquérito levado a cabo pela procuradoria, que afirma que não há “nenhum elemento” que faça acreditar num ato criminoso.

A investigação passa agora a ser conduzida por três juízes de instrução que irão determinar se houve qualquer tipo de negligência que tenha levado à tragédia e poderão pronunciar possíveis suspeitos.

Há várias pistas na mira dos investigadores, como uma possível falha no sistema eléctrico ou mesmo um cigarro mal apagado.

Foi a 15 de Abril que Paris e o mundo foram surpreendidos com o pesadelo das chamas a devorarem a catedral.

Euronews