Mão dura do Conselho de Disciplina da Liga Moçambicana de Futebol para com o treinador do Costa do Sol, Horácio Gonçalves.

O órgão suspendeu o técnico português por vinte dias na sequência na troca de palavras com a equipa de arbitragem que dirigiu o jogo Liga Desportiva de Maputo vs Costa do Sol, inserido na terceira jornada do Moçambola 2019.

Gonçalves protestou a decisão do árbitro António Munguambe, tendo depois se insurgido contra o quarto árbitro depois de ter sido expulso do banco técnico.

Em comunicado, o Conselho de Disciplina da Liga Moçambicana de Futebol refere e passamos a citar: “punir, nos termos do nº 1 do artigo 113 do  Regulamento de Disciplina da Liga Moçambicana de Futebol conjugado com a) do artigo 100 da Federação Moçambicana de Futebol, aplicável por força do artigo 203 do Regulamento de Disciplina, o senhor Horácio Gonçalves, com cartão de licença número 002582M62 com suspensão de vinte dias por adoptar atitude incorrecta, proferindo palavras injuriosas contra à equipa de arbitragem, no jogo número 20 realizado a 7/05/2019”, lê-se.

O treinador do Costa do Sol foi ainda multado com 75 mil meticais.

Horácio Gonçalves cumpriu o primeiro jogo de castigo no domingo, quando o Costa do Sol recebeu e venceu o Ferroviário de Nacala por 4-1. Esta quarta-feira, Horácio Gonçalves não irá sentar no banco no jogo entre os “canarinhos” e o Baía de Pemba.

O País