Fernando Flávio Flores, do 1.º Batalhão de Choque da Polícia Militar da Rota, na zona sul de São Paulo, no Brasil, foi assassinado a sangue-frio à porta de sua casa.

O crime ocorreu na manhã de sábado. O polícia, de 38 anos, saiu de carro da garagem de sua casa, estacionou a viatura e depois saiu do carro para fechar o portão.

No vídeo, captado por câmaras de videovigilância, vê-se que está um carro branco parado logo no início da rua que arranca assim que Fernando se prepara para entrar na sua viatura.

É então que começam os disparos que, no total, conta o G1, foram cerca de 70.

Nas imagens vê-se dois dos bandidos a saírem da viatura para disparar sobre o polícia, enquanto o condutor se mantém ao volante para facilitar a fuga.

Fernando Flávio Flores era casado e tinha três filhos. Acabou por morrer à porta da casa da família quando se preparava para ir trabalhar.

Ainda no decorrer de ontem a polícia encontrou o carro utilizado no crime, mas não há indicação de que já tenham sido detidos ou até mesmo identificados os homicidas.

Notícias ao Minuto