O adiamento deve-se ao facto do executivo de Couana ter reunido na noite de segunda-feira para traçar a melhor estratégia para a prova, tendo chegado à conclusão de que havia necessidade de envolver os clubes na decisão, que são os maiores intervenientes da competição.

Assim, como forma de dar espaço aos clubes que partem de longe de Maputo, local do referido encontro que devia ter acontecido na terça-feira, a Liga Moçambicana de Futebol definiu quinta-feira como a data para a definição da data.

Ademais, este tempo ainda pode ser determinante para aquilo que são as pretensões da colectividade que gere o campeonato nacional de futebol, nomeadamente de conseguir fundos para a realização de uma competição de todos contra todos em duas voltas, tal como vem acontecendo. Até ao momento, a Liga Moçambicana de Futebol continua a trabalhar com os seus parceiros para a angariação de valores complementares ao orçamento, estando ainda à espera de uma resposta da Heineken, empresa cervejeira, que ainda não respondeu ao pedido feito publicamente pelo presidente da República, Filipe Nyusi, no acto da inauguração da fábrica, em Bobole.

Para a materialização do Moçambola no modelo tradicional, de todos contra todos em duas voltas, integrando todas as 16 equipas, a Liga Moçambicana de Futebol necessita de 115 milhões de meticais, estando a esta altura com défice de cerca de 62 milhões de meticais, que espera angariar dos parceiros. Ainda assim, mesmo para o modelo alternativo do Moçambola 2019 que, em princípio, será disputado em duas séries de oito clubes divididos em duas regiões, a Liga Moçambicana de Futebol ainda não tem garantido todo valor orçamentado para as despesas de transporte aéreo, apresentando um défice na ordem de aproximadamente de 25 milhões de meticais.

Quinta-feira, na sede da Liga Moçambicana de Futebol, na presença de todos os clubes que vão disputar o Moçambola, será conhecida a data do arranque, bem como a possibilidade de retoma do modelo tradicional, caso haja cabimento orçamental para o efeito.

O País