A Guiné-Bissau qualificou-se no sábado (23) para a fase final da Taça das Nações Africanas (CAN2019), ao empatar por 2-2 na recepção à seleção de futebol de Moçambique, na última jornada do grupo K. A partida decorreu no Estádio Nacional 24 de Setembro, em Bissau.

Num encontro em que as duas seleções disputavam directamente o apuramento, a selação guineense chegou ao intervalo em vantagem, depois de um golo de Piqueti, aos 13 minutos.

Moçambique deu a volta no marcador na segunda parte, com golos de Stanley Ratifo (49) e de Nelson Divrassone (89), resultado que, apesar de adverso para a Guiné-Bissau, apurava as duas equipas, em virtude de a Namíbia, que também estava na corrida, estar a perder na Zâmbia.

No entanto, um golo de Frederic Mendy, aos 90+4, possibilitou o empate 2-2, dando a vitória no grupo K aos guineenses, enquanto Moçambique acabou em terceiro e afastado da fase final.

O treinador da seleção da Guiné-Bissau, Baciro Candé, disse que o país está de parabéns e felicitou os jogadores guineenses, salientando que a qualificação para a CAN2019 é “obra deles”.

“A Guiné-Bissau está de parabéns, quem saiu vencedor foi a Guiné-Bissau a nossa pátria. Queria felicitar os meus jogadores, isto tudo é obra deles. Neste momento, não tenho muita coisa a dizer. Há empenho e determinação e o querer sempre vencer dos meus jogadores, porque incutimos isso no espírito deles”, afirmou Baciro Candé, na conferência de imprensa realizada a seguir ao final do jogo.

Angola

Na sexta-feira (22.03), a seleção de Angola também já se qualificou para a fase final da Taça ao vencer 1-0 a seleção do Botsuana em Francistown, na última ronda de apuramento pelo grupo I.

A Taça das Nações Africanas será disputada a partir de Junho no Egito.

DW