Um incêndio de grandes proporções deflagrou por completo parte da estrutura da piscina municipal de Quelimane.

Sucede que parte da infra-estrutura foi construída por material frágil altamente inflamável que não escapou ao fogo, que no entanto, desconhece-se a sua origem. A piscina Municipal estava a funcionar há sensivelmente um mês, depois de dois anos parada.

Nas referidas instalações, funcionava o bar e a discoteca. No terreno os danos são avultados, mas até aqui não quantificados. O corpo de salvação pública esteve na sua máxima força no combate ao incêndio mas não foram a tempo de evitar o pior.

Manuel Cumaio, Chefe do Controlo estatal, explicou que assim que foram solicitados os bombeiros se fizeram prontamente ao local para debelar o fogo. Dado a magnitude do incêndio, os bombeiros dos Caminhos de Ferro de Moçambique também se fizeram ao local para apoiar na extinção do incêndio.

Silvano Hugo, funcionário da empresa Cervejas de Moçambique, lamentou a ocorrência e disse que a empresa também teve danos estimados em 300 mil meticais.

O País