Um bebé de cinco meses sobreviveu durante pelo menos nove horas parcialmente enterrado numa zona montanhosa em Montana, nos Estados Unidos. A criança foi entregue aos serviços de protecção de menores.

A criança foi encontrada pelas autoridades depois de cerca de seis horas de buscas. Segundo um comunicado citado pela CNN, um agente terá seguido um “choro fraco” e encontrou o bebé vivo, de barriga para baixo e parcialmente enterrado por baixo de paus e detritos. O menor sofreu apenas arranhões e hematomas de pouca gravidade.

A criança estava a cargo de Francis Carlton Crowley, um homem de 32 anos. O alerta foi dado quando testemunhas denunciaram às autoridades o comportamento errático do homem. Crowley terá ameaçado as pessoas no local e afirmado que tinha consigo uma arma.

As autoridade já não o encontraram quando chegarem ao local. As buscas foram iniciadas quando a polícia foi informada de que o bebé que não era visto há várias horas.

Crowley foi detido horas mais tarde quando regressou ao local. As autoridades suspeitam que estava sob a influência de narcóticos, porque apresentava um discurso pouco coerente. O suspeito foi posteriormente identificado como um fugitivo do estado do Oregon. Francis estava em liberdade condicional depois de cumprir pena de prisão por várias acusações de roubo.

O sujeito está acusado de negligência e será presente a tribunal esta terça-feira.

Observador