Um homem, de 23 anos, sufocou a filha bebé de três meses e atirou-a contra o sofá por não conseguir aguentar o choro desta quando estavam os dois sozinhos em casa. 

O crime ocorreu a 30 de Maio de 2016 no Reino Unido. Sophia, a bebé, ainda foi transportada para o hospital, porém devido aos danos cerebrais que sofreu por falta de oxigénio acabou por morrer alguns dias mais tarde.

Durante a sessão de tribunal em Glasgow, o juiz Lord Matthews declarou o arguido Traherne Williams culpado e sentenciou-o a seis anos e meio de prisão. “A criança nem teve a possibilidade de presenciar o que é viver”, rematou o mesmo.

Segundo o advogado, Ian Duguid, o progenitor estava “completamente frustrado” por não conseguir alimentar a criança como era suposto. “Ele não percebeu que o ato iria ter a consequência que teve”, afirmou o mesmo.

A mãe de Sophia, Shannon Main, de 20 anos, respondeu inicialmente pelo crime de homicídio, no entanto foi confirmado que esta não se encontrava em casa no momento em que o mesmo ocorreu e foi declarada inocente.

CM