Uma americana de 39 anos foi presa na tarde de terça-feira (15) acusada de esfaquear uma de suas três filhas entre 50 a 70 vezes, batido na cabeça dela com uma picareta e ter colocado fogo na casa onde a família vivia. O crime aconteceu em Tulsa, cidade americana do estado de Oklahoma.

Segundo o boletim de ocorrência, Taheera Ahmad afirmou que estava incomodada com a prole “por causa da maneira como elas estavam lendo e olhando para ela”. A mulher, então, amarrou e amordaçou as crianças, tentou enforcá-las e começou a dar facadas na mais velha.

Ela admitiu que estava mantendo as filhas presas em casa por uma semana. Ahmad também disse que o ataque começou porque a vítima tentou lutar quando era amarrada. Além disso, a suspeita afirmou que colocou fogo na casa para ter certeza que a garota morreria. A menina segue internada em estado grave.

As outras filhas, de 8 e 9 anos de idade, foram encontradas e estão bem. De acordo com a polícia, foi a filha do meio quem buscou ajuda, após ser ajudada pela mais nova a escapar enquanto a mãe agredia a de 11 anos. Com informações da KMBC News e da AP News.

Metrópoles

COMENTE PELO FACEBOOK