O presidente do Clube de Desportos do Matchedje, Eugênio Chongo, demitiu-se. O dirigente aponta os maus resultados, verificados durante o seu mandato (2014-2017), como a principal razão para abandonar o cargo de dirigente máximo dos militares.

Quando assumiu a presidência do Matchedje em 2014, Eugênio Chongo tinha como objectivo principal, levar a equipa ao principal escalão do futebol moçambicano, o Moçambola, não tendo cumprido com essa meta. A última vez que a equipa militar, que foi campeão em 1987, esteve na principal liga de futebol nacional foi em 2013.

Mas mais do que estar fora do Moçambola, o Matchedje foi penalizado na época passado com despromoção ao campeonato da cidade (3.ª divisão), após averbar uma de falta de comparência na partida com Ntumbuluku FC, em Moamba, e estar associado à inviabilização ao jogo entre as Águias Especiais e Incomáti, ao mobilizar uma unidade militar para impedir a realização do jogo.

A Bola