A Polícia de República de Moçambique, em Sofala, deteve um individuo na posse de seis pontas de marfim, no distrito de Marromeu.

A detenção ocorreu no posto administrativo de Chupanga, quando o cidadão transportava as pontas para o distrito de Caia, numa viatura com matrícula não identificada.

Para facilitar o carregamento do marfim, que foi o resultado do abate de três elefantes, o indiciado dividiu em doze partes e embrulhou-as num saco de plástico.

O detido, que responde pelo nome de Amaral Guilherme, alega ter comprado o marfim no mercado municipal de Marromeu.

“Eram uns fulanos que na minha banca me venderam este produto, quarenta mil. Eles vinham comprar milho comigo e depois focaram esse assunto, me enganaram”, disse.

O chefe da secção de imprensa no Comando provincial da Polícia da República de Moçambique (PRM), Samuel Macuácua conta que a detenção do presumível traficante de marfim foi graças à denúncia de populares naquele distrito.

RM