Sete funcionários afectos ao sector da saúde na Cidade de Maputo estão a responder a um processo disciplinar e criminal por desvio de medicamentos nos hospitais da capital.

O sector da saúde na cidade de Maputo registou no ano passado situações de venda de medicamentos de uso exclusivo do Ministério da Saúde através da internet e em farmácias privadas.

A médica chefe na cidade de Maputo, Sheila Lobo, referiu que a inspecção de saúde tem dificuldades em detectar quem são o fornecedor destes medicamentos.

Sheila Lobo referiu que o sector vai introduzir um sistema electrónico de controlo de medicamentos nas unidades sanitárias de modo a melhorar a disponibilidade dos medicamentos.

RM