Um jogador de um clube da série D do campeonato italiano foi suspenso após urinar na torcida adversária. A equipe, no entanto, nega que o episódio tenha ocorrido.

Giovanni Liberti estava se aquecendo no banco de reservas quando abaixou o calção e urinou em direcção aos torcedores adversários. Há relatos de que ele também teria feito gestos obscenos com seu órgão genital.

A torcida do Sarnese, que estava jogando contra o Turris Calcio, exigiu a expulsão do meio-campista. O pedido foi atendido pelo árbitro, e a Justiça desportiva suspendeu o atleta por cinco partidas. O presidente do clube já garantiu que irá recorrer.

A defesa alega que Giovanni estava apenas bebendo água e colocando a camisa dentro do calção. Os advogados também alegam que o caso tenha sido montado com apenas uma testemunha, o assistente do árbitro, que no momento do incidente estaria posicionado do lado oposto.

Metrópoles