Uma mulher foi hospitalizada após ser empurrada da escada pelo dono do imóvel em que estava hospedada, por ter demorado para fazer o pagamento.

O apartamento era alugado pela plataforma Airbnb em Amsterdã, na Holanda. A mulher, identificada como a sul-africana Siba Nkumbi, é amiga da fotógrafa sul-africana e artista visual Muholi Zanele, que actualmente participa de uma exposição no Museu Stedelijk, na cidade. Ela estava hospedada com mais três turistas no apartamento e deveriam deixar o local por volta das 11h de sábado. No entanto, às 13h, o grupo ainda não estava pronto para ir embora. Por causa do atraso, o dono do imóvel, que não teve o nome revelado, ficou furioso e atirou os pertences do grupo para fora do imóvel.

Em vídeo da discussão, é possível ver o dono do imóvel, gritando “para fora!” e retirando as coisas dos hóspedes do apartamento. Roupas e malas foram jogados escada abaixo. Nas imagens, uma das mulheres pede para que o homem tenha calma. “Não seja tão emocional!”, diz ela. No vídeo, ainda é possível ver o homem furioso empurrando Siba em direcção às escadas e gritando “agora!”. A turista é jogada pelo homem e rola todos os degraus. Uma das mulheres que estavam hospedadas no apartamento grita “ai, meu Deus” e começa a chorar, enquanto os demais hóspedes tentam ajudar a vítima. Siba atingiu o chão com o rosto e permanece imóvel.

O dono do imóvel é o primeiro a descer as escadas desesperado para socorrer Siba. Ele aparece nas imagens pedindo para que alguém ligue para uma ambulância. Em um post no Instagram, a fotógrafa Zanele, amiga de Siba, afirmou que o ocorrido foi motivado por motivos raciais.

Uma de minhas amigas foi empurrada escada abaixo pelo proprietário do Airbnb onde ficamos. Ele jogou seus pertences fora por causa de alguns minutos de pagamento tardio. Ela desabou e acabou no hospital. Ela sofreu lesões internas e contusões. Estou tão irritada com isso que eu nem consegui dormir. Isso é racismo e não pode ser justificado“.

Siba foi levada ao hospital. De acordo com o jornal “Daily Mail”, ela sofreu ferimentos leves. O Ministério Público local estuda uma acusação de tentativa de homicídio contra Siba.

Em nota, o presidente-executivo da Airbnb, Brian Chesky, afirmou que iria entrar em contacto com os envolvidos. “Comportamento terrível e inconcebível contra membros da nossa comunidade. É o contrário de tudo o que Airbnb representa. Tomaremos as acções mais fortes que podemos contra uma conduta tão abominável. Ninguém deve ser tratado assim e não será tolerado“, disse.

Extra

Advertisements

COMENTE PELO FACEBOOK