A Presidente chilena, Michelle Bachelet, efectua de 10 a 11 de Agosto corrente uma visita de trabalho a Moçambique a convite do seu homólogo, Armando Guebuza, para juntos avaliarem e perspectivarem a cooperação bilateral e multilateral e  troca de pontos de vista sobre as questões da actualidade regional e internacional.

Esta é a primeira visita que a estadista chilena efectua à Moçambique e é igualmente a primeira visita de um Chefe de Estado daquele país latino-americano que realiza ao país, desde o estabelecimento de relações diplomáticas entre os dois países em 1990.

O Presidente Guebuza realizou uma visita oficial ao Chile em 2008, no quadro do aprofundamento das relações existentes entre países.

Durante a sua estadia em Maputo, a delegação chilena e a moçambicana, encabeçada pelos respectivos Chefes de Estado, deverão manter conversações oficiais, no quadro do aprofundamento das relações de amizade, solidariedade e cooperação já existentes.

A nível ministerial, Bachelet e Guebuza manterão um encontro  na presidência da República moçambicana, onde irão decorrer as conversações.

Esta manhã, a presidente deverá depositar uma coroa de flores no monumento aos heróis moçambicanos, antes de ser recebida pelo Presidente da República, Armando Guebuza, e deslocar-se à Assembleia da República, onde terá um encontro com os deputados das três bancadas parlamentares.

Moçambique e Chile estabeleceram relações diplomáticas em Julho de 1990 a nível de embaixadores.

Em Junho de 1999, os dois países rubricaram, em Maputo, um memorando de entendimento que criou bases para o relançamento da cooperação bilateral na área das Obras Públicas, cuja aplicação é gerida nos parâmetros do acordo geral de colaboração vigente entre as partes.

Michelle Bachelet chefia uma delegação que inclui três ministros, nomeadamente o dos Negócios Estrangeiros, Heraldo Munoz, da Agricultura e dos Recursos Minerais e Energia, para além de senadores e parlamentares.