Início Sociedade Segurança Homens da Renamo assaltam esquadra e matam agente da Polícia

Homens da Renamo assaltam esquadra e matam agente da Polícia

A esquadra do posto administrativo de Mavume no distrito de Funhalouro, na província de Inhambane, foi atacada na madrugada da última terça-feira (14 de Janeiro). O facto foi confirmado pelo administrador local, Afonso Machungo, em contacto com a nossa Reportagem e, segundo ele, a operação foi da responsabilidade de homens da Renamo.

Um funcionário da secretaria do posto administrativo de Mavume contou ao Canal de Moçambique que o ataque deu-se por volta das quatro horas da madrugada desta terça-feira quando “os homens da Renamo chegaram na zona e foram invadir uma banca pertencente ao senhor Chauque”.

“Levaram a ele para servir de guia para mostrar o posto policial e o centro de saúde”.

“O senhor Chauque quando voltou, depois de ser libertado numa zona a cerca 7 quilómetros, veio contar a história como foi”, disse Ruben Munguambe, funcionário na secretaria do posto administrativo local.

De acordo com a fonte, no posto policial os homens armados encontraram um agente da Polícia que estava de serviço, abriram fogo contra ele e mataram-no. Em seguida levaram da esquadra armamento e munições.

O Comando Provincial da PRM em Inhambane confirmou que houve um agente morto mas não revelou o seu nome.

O administrador Afonso Machungo disse-nos que não poderia ser ele a revelar o nome do agente morto porque “isso compete exclusivamente à Polícia”. “Seria melhor procurar saber com o comandante da PRM do distrito de Funhalouro. Vou-lhe passar o número dele”, disse o administrador.

Depois de recebermos o número que nos foi fornecido pelo administrador, tentámos contactar o tal comandante da PRM em Funhalouro. Concluímos que o administrador nos possa ter enganado. Do referido número que nos fornecera, da rede Vodacom, atenderam-nos mas quem nos atendeu refutou pronunciar-se alegando que não se tratava do comandante mas, sim, de um simples civil.

“Roubaram medicamentos no centro de saúde”

Os homens armados, depois de atacarem a esquadra e deterem um agente da Polícia, foram apropriar-se de medicamento no centro de saúde local, segundo as fontes com quem estivemos em contacto, em Funhalouro.

O facto foi-nos confirmado pelo administrador do distrito de Funhalouro, Afonso Machungo.

“Levaram medicamentos lá no centro de saúde, mas felizmente não mataram ninguém dos que estavam no local, refiro-me a doentes internados e enfermeiros de serviço”.

“Bancas vandalizadas”

Para além de assaltar instituições do Estado, os mesmos homens armados foram assaltar algumas bancas levando com eles alguns produtos alimentares, disse o administrador.

Não há evidência de que os atacantes tenham prejudicado civis.

À hora do fecho desta edição, várias famílias da sede do posto administrativo de Mavume, estavam a abandonar as suas residências para a vila de Morrumbene, capital do distrito com o mesmo nome.

Mavume situa-se a sul do distrito de Funhalouro nas proximidades do posto administrativo de Mocoduene, no distrito de Morrumbene.

Artigo anteriorPIC intima Alice Mabota por incitação à violência
Próximo artigoComandante Provincial da PRM “foge” de deputados da Renamo