Economia EDM reforça exportação de energia para a Zâmbia

EDM reforça exportação de energia para a Zâmbia

Receba atualizações de trabalhos do MMO Emprego

Siga o nosso canal do Whatsapp para receber atualizações diárias anúncios de vagas.

Clique aqui para seguir

A Electricidade de Moçambique (EDM) planeia aumentar o fornecimento de energia à sua congénere zambiana, ZESCO, de 50 para 90 Megawatts (MW) firmes, durante as horas de vazio.

Esta expansão ocorre no contexto de um Contrato de Compra e Venda de Energia Eléctrica entre as duas empresas, celebrado há um ano em Luanda, Angola.

A cerimónia de assinatura da Emenda do Contrato de Compra e Venda de Energia Eléctrica teve lugar na quinta-feira (04) em Lusaka, capital da Zâmbia, com a presença do Presidente do Conselho de Administração (PCA) da EDM, Marcelino Alberto, e do Diretor Geral da ZESCO, Victor Mapani.

A emenda tem como objetivo prorrogar a validade do acordo e rever os termos comerciais, incluindo preço e volumes de energia eléctrica. Marcelino Alberto destacou que além de aumentar o volume de energia eléctrica transacionado, o objetivo é fortalecer as parcerias no sector e promover a confiança necessária para melhorar o comércio bilateral.

A EDM está preparada para ajudar a mitigar o défice de energia eléctrica que a Zâmbia enfrenta devido à seca que afeta as suas barragens hidroeléctricas, limitando a capacidade de geração de energia. Marcelino Alberto também mencionou os planos de médio prazo para a construção da Linha de Interligação a 400kV entre Moçambique e Zâmbia, uma infraestrutura prioritária para facilitar o comércio directo de energia entre os dois países e o mercado da SAPP (Southern African Power Pool).

Por sua vez, o Diretor Geral da ZESCO, Victor Mapani, elogiou a parceria robusta entre as duas empresas e reafirmou o compromisso de fortalecer a estabilidade e o crescimento do sector eléctrico na região da SADC. A capacidade adicional contratada vai contribuir significativamente para mitigar o défice de electricidade na Zâmbia, especialmente nos setores de serviços e de produção.

A assinatura da emenda ocorreu durante a 56ª Reunião do Comité Executivo da SAPP, que também deliberou sobre questões relevantes como a aprovação do Orçamento Anual do organismo para 2023-2024 e a adesão de dois novos membros, a Solarcentury Trading da Namíbia e a Enterprise Power DRC da República Democrática do Congo.