Destaque Tribunal sul-africano rejeita recurso de Moçambique

Tribunal sul-africano rejeita recurso de Moçambique

Receba atualizações de trabalhos do MMO Emprego

Siga o nosso canal do Whatsapp para receber atualizações diárias anúncios de vagas.

Clique aqui para seguir

A Procuradoria-Geral da República (PGR) de Moçambique viu o Supremo Tribunal de Recurso sul-africano rejeitar o pedido de autorização para recorrer contra a extradição do ex-ministro das Finanças Manuel Chang para os Estados Unidos.

O director do Centro para Democracia e Desenvolvimento (CDD) Adriano Nuvunga, que lidera a advocacia para que o antigo ministro seja julgado nos Estados Unidos, confirmou à VOA a decisão do tribunal, tomada no passado dia 8.

Para Nuvunga, “as malas têm de começar a serem feitas para Manuel Chang ir para os Estados Unidos”, depois desta “vitória contra a impunidade, desta vitória contra a corrupção”.

Aquele activista social adverte que a PGR pode ainda recorrer, o que significa “gastar dinheiro público para o qual não tem autorização”.

Em Junho, o Tribunal Constitucional já tinha rejeitado o pedido da PGR para recorrer da extradição de Manuel Chang.

Manuel Chang foi preso a 28 de Dezembro de 2018 na África do Sul a pedido da justiça americana e em Novembro do ano passado, depois de uma longa batalha jurídica, a justiça sul-africana decidiu pela sua extradição, mas o Governo ainda não a autorizou devido aos recursos interpostos de Moçambique.