Destaque SADC harmoniza e reforça procedimentos de luta contra o terrorismo na região

SADC harmoniza e reforça procedimentos de luta contra o terrorismo na região

Os Ministérios Públicos e Polícias de Investigação Criminal dos países da SADC decidiram, em Maputo, harmonizar procedimentos e reforçar a troca e partilha de informação para juntos combaterem o crime organizado incluindo o terrorismo. O compromisso foi assumido em Maputo no final do encontro regional de dois dias sobre o terrorismo, extremismo violento e o seu financiamento.  

O encontro regional dos Ministérios Públicos e Polícias de Investigação criminal dos países da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC) reunidos em Maputo culminou com a produção de uma declaração lida pelo procurador-geral adjunto de Moçambique, Américo Letela, na qual os Estados assumiram reais compromissos.

Tornar a tramitação dos pedidos de cooperação mais expedita através da adopção de uma plataforma eletrónica de articulação de troca e partilha de informação, estabelecer protocolos e memorandos de entendimento entre as instituições responsáveis pela investigação dos crimes de terrorismo e de extremismo violento e garantir a implementação efectiva de modo a reforçar os mecanismos legais“, enumerou Américo Letela.

Angola, um dos 16 países presentes na reunião de Maputo, saiu satisfeita deste encontro, segundo o vice-procurador-geral da República, Filomeno Octávio .

Saímos fortalecidos na cooperação. Foram criados mecanismos que visam acelerar e flexibilizar as metodologias quanto à troca de informações no que diz respeito à criminalidade e ao terrorismo“, declarou Filomeno Octávio.

A declaração de Maputo foi assinada por todos os participantes com este documento a mostrar a esperança que a partir de agora, e de forma coordenada, os países da SADC possam lutar contra o terrorismo, extremismo violento e o seu financiamento de forma mais eficiente.