Internacional Médicos da CPLP querem “circulação rápida” na região para aperfeiçoar formação em...

Médicos da CPLP querem “circulação rápida” na região para aperfeiçoar formação em estágios

A Comunidade Médica de Língua Portuguesa (CMLP) defende melhorias na mobilidade dos médicos dos estados-membros, sobretudo entre os PALOP e Portugal, para que os profissionais possam “circular de forma mais rápida e aperfeiçoar a formação”.

O secretário permanente da CMLP, órgão especializado da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), Francisco Pavão, disse esta terça-feira, à Lusa que há importância maior que sejam permitidos estágios com maior facilidade a nível do bloco regional.

“E, obviamente, a mobilidade de profissionais de saúde, particularmente médicos, entre esses países e sobretudo entre os PALOP (Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa) com Portugal, é uma preocupação que a comunidade médica, há muitos, anos tem vindo a demonstrar aos nossos governantes”, apontou.

Seja em Portugal seja nos países de expressão portuguesa, frisou, “e que tem tentado arranjar articulação de forma que os médicos possam fazer estágios de pequeno tempo, entre três e seis meses, em que venham melhorar a sua capacitação e formação em áreas muito específicas”.

Estágios profissionais entre médicos da CPLP deve melhorar a capacitação destes, sobretudo nas áreas de dermatologia, oftalmologia, cirurgia, medicina interna e infecciologia, salientou citado pela Lusa.