Internacional Visita a Taiwan: China anuncia sanções a Nancy Pelosi

Visita a Taiwan: China anuncia sanções a Nancy Pelosi

Segundo a ‘Bloomberg’, o Ministério dos Negócios Estrangeiros da China anunciou as medidas, que abrangem Pelosi e os seus familiares mais próximos, num comunicado divulgado esta sexta-feira.

Pelosi é a mais alta autoridade dos EUA a enfrentar penalidades chinesas. No ano passado, Pequim sancionou o ex-secretário de Estado dos EUA Michael Pompeo, que pediu que Taiwan fosse reconhecida como uma “nação livre e soberana”.

A China disse que a posição de Pelosi como segunda na linha de sucessão presidencial tornou a sua viagem altamente sensível e mostrou-se repetidamente contra a visita, que acabou mesmo por acontecer, levando às sanções.

Por outro lado, Pelosi classificou hoje como “ridículo” que a sua visita a Taiwan possa prejudicar a ilha e assegurou que o objetivo é manter o ‘status quo’ internacional.

“A nossa delegação não procura alterar o ‘status quo’ na Ásia ou Taiwan”, disse Nancy Pelosi, durante uma conferência de imprensa na embaixada dos EUA na capital japonesa, Tóquio, a última paragem numa digressão asiática.

“Isso é ridículo”, disse a responsável quando questionada sobre críticas de que a sua visita a Taiwan teria feito mais mal do que bem para o território, ao desencadear maciços exercícios militares chineses em redor da ilha e retaliação económica.

A veterana política norte-americana disse que a China utilizou simplesmente a visita “como desculpa” para uma demonstração de força, e afirmou que a intenção da viagem era sempre “mostrar respeito para com os países” visitados, “ter paz no Estreito de Taiwan” e “fazer prevalecer o atual ‘status quo’”.

Artigo anteriorMulher de 45 anos rompe aorta e quase morre após orgasmo
Próximo artigoMoçambola 2022: Invictos Costa do Sol e UD Songo defrontam-se este sábado