Estilo de Vida Problemas da visão não tratados podem aumentar risco de demência em 44%

Problemas da visão não tratados podem aumentar risco de demência em 44%

Estudo publicado na revista americana ‘Aging and Mental Health’ relaciona problemas da visão e desempenho cognitivo em idosos.

Um estudo publicado na revista científica americana ‘Aging and Mental Health’ que ao comparar indivíduos com e sem problemas de visão, aqueles que apresentavam problemas tinham 44% mais probabilidade de demência e 41% maior risco de comprometimento cognitivo.

“Este estudo está entre os primeiros a avaliar a associação entre problemas de visão e comportamentos cognitivos em idosos por meio de um meta-análise abrangente dos estudos de base populacional. As nossas descobertas somam-se às evidências crescentes de que a visão desfocada é um fator de risco para o desenvolvimento da demência”, afirma o autor e professor Beibei Xu, do Centro de Informática Médica da Universidade de Pequim.

“Diagnosticar e tratar as condições oculares pode ser benéfico – tanto para melhorar a qualidade de vida de uma pessoa como para retardar ou parar a perda de memória. Os mais recentes resultados destacam a importância de se realizarem exames oculares regulares em pacientes com mais idade, permitindo que eventuais problemas com a sua visão sejam detetados e tratados precocemente”, frisou o investigador.

De acordo com um estudo divulgado na revista científica ‘The Lancet Public Health’, em todo o mundo 153 milhões de pessoas vão sofrer de demência em 2050.