Destaque Insurgentes estão em debandada na província de Cabo Delgado

Insurgentes estão em debandada na província de Cabo Delgado

O ministro da Defesa, Cristovão Chume, disse, este sábado, que os ataques a novos pontos no Sul de Cabo Delgado são consequência da movimentação de rebeldes que fugiram da invasão à base Catupa, o seu principal refúgio no distrito de Macomia.

“O que está a acontecer em Ancuabe, Meluco e alguns episódios em Chiure e Memba são as  dinâmicas das operações de grande vulto que estão a ocorrer na província de Cabo Delgado, particularmente, com aquilo que era o processo para a tomada de base Catupa, o centro de gravidade dos terroristas”, explicou à imprensa, Cristóvão Chume.

Em causa estão novos ataques na faixa Sul da província que começaram a ser registados no início de Junho, visando sobretudo pontos recônditos do distrito de Ancuabe e Meluco, tendo as incursões provocado pânico também em alguns distritos próximos, concretamente em Metuge, Mecúfi e Chiure.

Segundo o governante  que falava momentos após uma reunião com a ministra da Defesa e do Serviço Cívico da Tanzânia, Stergomena Lawrence Tax, em Maputo, as novas incursões rebeldes nestes novos pontos são resultado do impacto das incursões ds Forças do Governo  na base Catupa, localizada numa mata densa do distrito de Macomia.

“Uma vez que a base Catupa foi tomada, é claro que vamos ver os terroristas a criarem problemas em algumas zonas de forma isolada. Mas a situação está mais estável”, frisou Cristóvão Chume.

A base Catupa, descrita como o principal refúgio dos rebeldes em Macomia, está localizada numa mata densa do distrito, e albergava insurgentes que fugiram das operações militares em Agosto do ano passado, segundo informações avançadas pelas Forças Armadas de Moçambique.