Início Nacional Cidadãos da Zambézia sentem medo de ir ao Hospital Central de Quelimane

Cidadãos da Zambézia sentem medo de ir ao Hospital Central de Quelimane

Hospital inaugurado há cinco anos é conhecido por assustar utentes na Zambézia. Cidadãos não vão ao hospital alegando ocorrência de muitas mortes e mau atendimento. Instituição já fez campanha para atrair pacientes.

Vários cidadãos dizem que tentam evitar o Hospital Central de Quelimane e somente buscam tratamento na unidade de saúde quando são mesmo forçados a um internamento.

Prestes a completar cinco anos, a fama do principal hospital da capital da Zambézia não é nada boa.

Nos primeiros meses de funcionamento da instituição, surgiram boatos de que o número de óbitos no hospital era elevado. Isto acabou por assustar os populares, que preferiam evitar consultas e tratamentos.

Para o diretor do Hospital Central de Quelimane, Ladino Súade, a unidade hospitalar enfrenta vários desafios, entre os quais sensibilizar a população para interagir com a instituição.
Para Suade, a má fama é resultado de desinformação. O diretor diz que o hospital desenhou uma estratégia de interação com a comunidade.

FONTEDW
Artigo anteriorGangue pediu U$17 milhões para libertar missionários sequestrados no Haiti
Próximo artigoExplosão de bombas fez pelo menos 13 mortos na Síria