Início Destaque Política de vacinação obrigatória gerou indignação entre os republicanos nos EUA

Política de vacinação obrigatória gerou indignação entre os republicanos nos EUA

O anúncio do presidente democrata, Joe Biden, de que a vacinação contra a Covid será obrigatória para dois terços dos trabalhadores gerou indignação entre os republicanos, que pretendem processar o governo do país das liberdades individuais. 

Depois de meses tentando convencer os americanos a se vacinarem, inclusive com recompensas, o presidente adotou um tom diferente ao anunciar sua nova “estratégia”: tornar a vacinação obrigatória para cerca de 100 milhões de americanos. “Todos nós tivemos que pagar pela sua recusa”, assinalou, referindo-se aos 80 milhões de americanos que ainda não foram vacinados, que representam 25% da população.

Na sexta-feira, a onda de reações indignadas dos conservadores, que pedem liberdade e ameaçam entrar com ações legais, crescia. Esse é um “ataque à empresa privada”, reagiu o governador republicano do Texas, Greg Abbott, ao anunciar que assinou uma ordem executiva para “proteger o direito de escolha dos texanos”.

Assim como Ronna, muitos republicanos dizem apoiar a vacina, mas são contra a vacinação obrigatória. Outros são céticos em relação às vacinas.

FONTEISTOÉ
Artigo anteriorPessoas não vacinadas têm 11 vezes mais chance de morrer por Covid-19
Próximo artigoMorreu Jorge Sampaio antigo presidente de Portugal por agravamento do seu estado de saúde