Internacional Africa Jacob Zuma pediu ajuda financeira para pagar elevadas despesas com advogados e...

Jacob Zuma pediu ajuda financeira para pagar elevadas despesas com advogados e custos judiciais

O ex-Presidente sul-africano Jacob Zuma, preso em julho passado por desrespeito ao tribunal, depois de se recusar a prestar declarações sobre acusações de corrupção, pediu ajuda para pagar as despesas com a justiça.

“Caros povos da África do Sul e do mundo, por favor, deem uma mão”, diz a Fundação Jacob Zuma, numa mensagem divulgada nas redes sociais, em que ao lado tem uma foto em que indica que está “humildemente” a pedir “donativos” para ajudar a colmatar os custos judiciais do patrono da organização.

Implicado em numerosas investigações, por corrupção e outros crimes, e hospitalizado desde o início deste mês, Zuma acumulou uma elevada despesa com advogados e custos judiciais, especialmente desde que o poder judiciário, em finais de 2018, impediu que uma grande parte destes fosse suportada pelo Estado.

O ex-Presidente sul-africano (2009-2018) não só está no centro de vários escândalos de corrupção, mas também, uma vez que foi forçado pelo seu próprio partido a demitir-se do cargo de líder do executivo sul-africano (em 2018), a sua estratégia habitual de defesa consistiu em procurar, através de todos os canais legais disponíveis, atrasar os vários processos e investigações, o que aumenta ainda mais as suas despesas.

FONTEFolha de Maputo