Início Economia Cobrança de receitas acima da meta relativo ao ano económico 2020

Cobrança de receitas acima da meta relativo ao ano económico 2020

A cobrança de receitas do Estado em 2020 foi de 236,321.5 milhões de meticais, o que representa 110,4 por cento em relação à meta prevista de 214,141.7 milhões, segundo informação partilhada, na terça-feira (09), no fim da IV Sessão Ordinária do Conselho de Ministros.

Ainda assim, este resultado representa um decréscimo em relação a 2019, ano em que as receitas cobradas se situaram em 276.788.2 milhões de meticais.

O Conselho de Ministros indica que a despesa total do Estado foi de 337.397,3 milhões de meticais (90,2 por cento), dos 374.096,6 milhões de meticais previstos, contra 313.621,4 milhões de meticais em 2019.

Na sessão que apreciou o balanço do Plano Económico e Social (PES) e o Relatório de Execução do Orçamento do Estado de 2020, a submeter à Assembleia da República, foi dado a conhecer que dos 548 indicadores do PES do ano passado avaliados, 411 alcançaram a meta, dos quais 296 de forma integral e 115 parcialmente.

Não obstante estes resultados, o Governo refere que o ano foi fortemente influenciado por diversos factores negativos, com realce para a pandemia da Covid-19, o terrorismo em Cabo Delgado e os ataques na zona Centro do país.

Segundo ainda a fonte, no período em análise, o país registou uma estabilidade macro-económica interna caracterizada por um aumento da cobertura das reservas internas líquidas, que passaram de 52,8 meses, previstos no plano, para 6 meses.

Registou igualmente uma estabilidade na inflação, ao situar-se em 3,14 por cento, contra 2,78 por cento em igual período de 2019, abaixo dos 6,6 por cento previstos para o presente ano.

Na mesma sessão, o Conselho de Ministros aprovou o decreto que estabelece, como serviço público, o acesso universal e gratuito ao Boletim da República, editado e publicado em forma electrónica e as demais condições da sua utilização e revoga o Decreto nº 41/2006, de 27 de Setembro.

FONTEJornal Notícias
Artigo anterior“Mambinhas” já se encontram na Mauritânia
Próximo artigoBiden anuncia sanções a Mianmar e exige renúncia de militares