O Secretario do Estado na província Cabo Delgado, Armindo Ngunga, afastou há dias a possibilidade de envio de alimentos para assistência a pessoas que eventualmente continuem nas regiões afectadas por ataques terroristas, receando que os produtos caiam na posse dos insurgentes.

De acordo com Ngunga, o risco dos apoios caírem em mãos erradas é maior, à semelhança do que alegadamente aconteceu num passado recente, quando as autoridades tentaram estabelecer uma ponte de assistência aos afectados.