O internacional moçambicano que evolui no Marítimo de Portugal, Zainadine Júnior, será submetido esta quinta-feira a um novo teste da COVID-19, assegurou ao “O País” de fonte da Federação Moçambicana de Futebol (FMF).

O valoroso defesa encontra-se em Maputo a cumprir quarentena obrigatória, depois de ter testado positivo para a COVID-19 no passado dia 16 de Novembro.

Por conta da doença, Zainadine Júnior falhou o embate com os Camarões no qual os Mambas saíram derrotados por 0-2, em desafio inserido na 4ª jornada do grupo “F” de qualificação ao CAN-2021.

Zainadine Júnior desfalcou ainda os “insulares” na vitória diante do Penafiel, por 3-2, em jogo a contar para a Taça de Portugal, e derrota com o Benfica (1-2) para a Liga NOS.

Além de Zainadine e Witi, o seleccionador nacional de futebol, Luís Gonçalves, já recuperado, foi infectado pela COVID-19, tendo sido impedido de se sentar no banco de suplentes na partida realizada com os “Leões Indomáveis” no Estádio Nacional do Zimpeto.

Clésio, do Zira do Azerbaijão, Reinildo, do Lille da França, Gildo, do Marítimo B, e Chico, do TS Sporting da África do Sul, e Telinho, Costa do Sol, são os outros elementos da selecção nacional de futebol testaram positivo.

Clésio, de resto, foi titular a 22 de Novembro na partida em que o ZIRA derrotou o Kesle, por 3-1, tendo marcado na própria baliza e, depois, redimiu-se ao assinalar um golo aos 90+5. Já no passado domingo, 29 de Novembro, voltou a ser primeira opção no empate sem abertura de contagem entre o Zira e Neftice.

Já Reinildo Mandava foi titular, no dia 26 de Novembro, no empate a uma bola entre o Lille e o Milan, em jogo da Liga Europa.

Três dias depois, ou seja, a 29 de Novembro, viu no banco o Lille empatar a uma bola com o Saint-Étiene, em desafio inserido na Ligue 1.