O Governo moçambicano aguarda a sua adesão ao sistema internacional de controlo de comercialização de diamantes em bruto, denominado Processo de Kimberley, com vista a garantir que os metais preciosos e gemas produzidos no país possam entrar no circuito legal de comercialização e exportação.

A informação foi avançada, recentemente, pelo secretário executivo da unidade de gestão do Processo de Kimberley, metais preciosos e gemas no Ministério dos Recursos Minerais e Energia, Castro Elias, durante uma visita de trabalho à empresa Vale Moçambique, em Moatize, província de Tete.