Um jovem empresário, residente na cidade da Beira, foi sequestrado na noite do passado sábado 14, por indivíduos armados e desconhece-se até agora o paradeiro do mesmo e os autores do rapto não contactaram a família até hoje, para um eventual pedido de resgate. Trata-se do terceiro caso este ano naquela cidade.

De acordo com testemunhas, que não quiseram ser entrevistadas, o rapto ocorreu no bairro do Maquinino próximo da residência do raptado e a escassos metros de um dos estabelecimentos comerciais da vítima. As testemunhas contaram ainda que os supostos raptores possuíam duas armas de fogo do tipo pistola, estavam mascarados e estavam alegadamente trajados de farda da Polícia da República de Moçambique.

A polícia confirmou o rapto, mas disse que desconhece ainda os autores do mesmo e que decorrem desde o passado sábado investigações com vista a localizar a vítima e responsabilizar os autores do crime. Daniel Macuácua, porta-voz da polícia em Sofala, não confirmou as informações de testemunhas que dão conta que os raptores estavam trajados com farda da PRM. “Não temos esta informação. O que colhemos no local e que tratava-se de quatro indivíduos encapuzados que cometeram o crime de rapto que se faziam transportar numa viatura ligeira de marca Toyota. Não temos dados adicionais”.

Este é o terceiro caso de rapto de um empresário nacional na cidade da Beira neste ano. O primeiro ocorreu em princípios de Janeiro e o  segundo em Maio deste ano. Os dois empresários raptados voltaram depois ao convívio familiar. Nem a policia e muito menos os parentes prestaram informações sobre os dois casos.