O Serviço Nacional de Investigação Criminal, na província de Maputo, assegura que prossegue a investigação do caso do rapto de Shelton Lalgy, filho do empresário Juneide Lalgy.

Shelton Lalgy foi raptado a 28 de Novembro passado por indivíduos desconhecidos, a escassos metros da sua residência na cidade da Matola.

A directora do Serviço Nacional de Investigação Criminal (SERNIC) na província de Maputo, Benjamina Chaves, reconhece que a investigação deste caso é complexa.

“A investigação prossegue. Casos de rapto, dificilmente a investigação tem colaboração com a própria família. Os raptores ameaçam tanto a própria vítima, como os familiares. Então não tem sido fácil os familiares colaborarem com as autoridades para o esclarecimento do caso”, disse.

Recentemente, circularam rumores dando conta que para o resgate da vítima, os raptores do filho do empresário Juneide Lalgy teriam exigido somas elevadas.

A directora do SERNIC na província esclareceu que esta informação não está na posse da Polícia.

Folha de Maputo