Um barco com treze cidadãos estrangeiros e uma carga de 431,8 quilogramas de Heroína e Ice foi apreendido pelas Forças de Defesa na província de Cabo Delgado.

A origem e o destino da droga ainda continuam desconhecidos, mas segundo confirmou a Polícia da República de Moçambique (PRM), a embarcação foi interceptada no dia 23 último, navegando no alto mar.

“A embarcação foi capturada no alto mar durante uma operação de patrulha das Forças e Defesa e Segurança, e já se encontra na cidade de Pemba”, explicou Augusto Guta, Porta-voz da PRM em Cabo Delgado, sem avançar muitos detalhes.

O caso, de acordo com a fonte, ainda está com os Serviços de Investigação Criminal que está em busca de mais informações com os treze membros da tripulação, supostamente paquistaneses.

“Os detidos com idades entre 20 a 70 anos, e provavelmente Paquistaneses estavam a bordo da embarcação  que possui características idênticas ao que foi capturado nas praias da baía de Pemba, no passado 14 de Dezembro, com 12 iranianos que transportavam mais de uma tonelada de droga”, disse Augusto Guta.

Segundo o porta-voz, a polícia está a investigar para apurar se existem ou não mais barcos que estejam a circular ao largo da costa de Cabo Delgado.

Estas duas apreensões quase que consecutivas, são consideradas as maiores dos últimos cinco anos, mas não supera a que foi registada em 1996, que ficou na história do tráfico de droga em Moçambique, quando foram apreendidas cerca de 25 toneladas de Haxixe, no arquipélago das Quirimbas.

O País