Oito crianças morreram nas praias de Sofala, nas últimas duas semanas, vítimas de afogamento, na sequência da vaga de calor que se faz sentir praticamente em todo o país.

 Os casos de afogamento foram registados nos distritos da Beira, com um caso, Machanga sete, sendo que três ocorrem na vila-sede e 4 na Ilha de Chiloane.

O administrador marítimo em Sofala, António Vilanculos, disse que para garantir a fiscalização nas praias, foi criada uma equipa multissectorial composta por agentes da Polícia lacustre-fluvial e da marinha.

António Vilanculos apelou aos pais ou encarregados de educação para não deixarem os menores se fazerem ao mar, sem a companhia de adultos.

RM