Arrancou, ontem (02), na província de Maputo, a formação de 6.014 candidatos a Membros das Mesas de Votação, MMVs, para a votação a ter lugar a 15 de Outubro no país, uma actividade orientada pelo Secretariado Técnico de Administração Eleitoral, STAE.

Após a formação dos mais de seis mil candidatos a MMVs, serão seleccionados 5.558, para trabalharem nas mesas de votação, de forma a evitar a ocorrência de ilícitos eleitorais.

O STAE pretende com a formação evitar a ocorrência de ilícitos eleitorais durante o processo de votação, nas mesas das assembleias de voto.

Segundo Domingos Matlombe, director do STAE na Matola, nesta formação, os candidatos serão dotados de conhecimentos com vista a evitarem casos de ilícitos eleitorais.

“As matérias nesta formação baseiam-se na legislação eleitoral, que tem a ver com o processo eleitoral. Vai-se falar dos procedimentos de votação. Teremos o assunto relacionado com os ilícitos, um tema que será muito aprofundado. A fiscalização, como é que os delegados de candidatura poderão estar nas mesas das assembleias de voto, onde de cada vez pode estar um delegado de cada partido ou candidato e outros procedimentos, que são importantes, para que o processo ocorra sem sobressaltos, incluindo os procedimentos de aberturas e encerramento das mesas de votação”.

Jornal Notícias