Detido agente da PRM indiciado de liderar quadrilha que se dedicava ao roubo na via pública e assaltos a residências em Boane. A mesma quadrilha é suspeita de ter assassinado com recurso a enxada, um guarda para posteriormente apoderar-se dos bens da residência.

São três jovens e amigos, um dos quais é agente da PRM há sete anos, é instrutor de tiro afecto a escola básica de Matalane onde são formados os agentes da polícia. Ele tem passagem pelas celas. Há três meses já esteve detido suspeito de roubo e depois foi restituído à liberdade. Não tardou, para voltar às celas, desta vez segundo a polícia, junto com dois comparsas, assassinaram um guarda e depois roubaram.

Consumado o homicídio e o roubo, um deles pegou no telefone roubado e outros bens incluindo roupas e posou para fotografias. Eles contam as peripécias que culminaram com o crime.

A irmã do agente envolvido no roubo não conteve as lágrimas ao ver o irmão mais velho algemado. Entretanto a PRM na Província de Maputo diz estar com os autos já lavrados com vista a responsabilização destes jovens, pelas instituições da justiça.

O País