O Instituto Eleitoral para a Democracia Sustentável em África e o governo advertem para o uso consciente das redes sociais e internet durante o período eleitoral. O alerta foi lançado na segunda-feira (05) no âmbito da Conferência Internacional sobre Redes Sociais, Fake News, Desinformação e Cibersegurança no Contexto de Eleições Democráticas.

Com as eleições Gerais a porta, as organizações da Sociedade civil com destaque para o Instituto Eleitoral para a Democracia Sustentável em África e o Instituto de Comunicação Social da África Austral chamam a consciência da sociedade em particular dos medias sobre os perigos existentes com uso das redes Sociais.

A preocupação foi também manifestada pelo Ministro da Justiça Assuntos Constitucionais e Religioso Joaquim Veríssimo, que não só chamou a responsabilidade dos media Tradicionais para não se deixarem levar pelos chamados Fake News, como apelou a autoridade reguladora das telecomunicações a respeitar a liberdade de imprensa.

Veríssimo advertiu ainda aos órgãos eleitorais, nomeadamente, a Comissão Nacional de Eleições e Secretariado Técnico da administração eleitoral a se precaverem contra os piratas da informação. Também participaram do evento a Juíza do Tribunal Africano dos Direitos Humanos e a Juíza Conselheira do tribunal Eleitoral da África do Sul.

O País