Uma avaria num avião da Norwegian, que saía de Roma com direção a Los Angeles, fez com que vários estilhaços caíssem sobre uma região nos arredores da capital italiana, junto ao aeroporto de Fiumicino.

Logo após a descolagem, no sábado à tarde, o Boeing 787 Dreamliner começou a deixar cair destroços sobre casas e carros situados na trajectória de voo do aeroporto de Fiumicino. Alguns dos objectos tinham cerca de 20 centímetros.

Carros e casas na área de Isola Sacra, a sul de Roma, ficaram danificados. Houve também quem sofresse queimaduras leves. Uma testemunha disse que os pedaços “eram como balas” e que ficou com a camisola em chamas.

Uma investigação foi lançada de forma a perceber os contornos do incidente, que fez com que o avião com destino a Los Angeles tivesse de circular duas vezes sobre o Mar Tirreno, antes de voltar a Roma. Acredita-se que os detritos caíram do motor esquerdo do avião, embora a extensão dos problemas não tenha sido divulgada.

Uma porta-voz da companhia aérea Norwegian disse apenas que houve “indícios de uma falha técnica”, mas acrescentou que a aeronave aterrou em segurança.

“Por volta das 16.40 horas, no sábado, uma aeronave que descolava do aeroporto Leonardo da Vinci sofreu uma avaria e teve que voltar. Devido à avaria, perdeu peças de metal que caíram em grande velocidade no solo. Quando caem, esses fragmentos atingem carros, jardins e outros objectos, danificando-os”, escreveu no Facebook, Esterino Montino, presidente de Fiumicino.

JN