A Comissão Nacional de Eleições considera precipitada a reclamação da Renamo sobre a inelegibilidade de cabeças de-lista da Frelimo.

A CNE esteve reunida hoje para analisar todas as candidaturas, mas segundo o presidente, as queixas da perdiz não faziam parte da agenda.

Para a Renamo, Júlio Parruque, cabeça de lista da Frelimo para as provinciais em Maputo, não reúne requisitos para ser eleito pelo facto de ter-se recenseado fora daquele ponto do país. Mas, segundo o presidente da CNE, ainda é muito cedo para se chegar a essa conclusão.

De lembrar que além da alegada inelegibilidade de Júlio Parruque, a Renamo entende igualmente, que os cabeças-de-lista da Frelimo em Manica, Nampula e Niassa, não são elegíveis.

O País