Os representantes da mesquita localizada no bairro de Hulene dizem que não existe nenhuma morgue no local. Os mesmos falam de um espaço de preparação de corpos.

Os responsáveis da mesquita localizada no bairro de Hulene “A”, cidade de Maputo, que os residentes suspeitaram tratar-se de uma morgue, dizem tratar-se de um espaço onde são preparados os corpos.

A responsável, Assia Mohamed explicou ainda que as águas usadas para a lavagem dos corpos são escoadas para um dreno.

Já o representante do Conselho Municipal tranquilizou os residentes locais, afirmando que o local de tratamento de corpos não representa perigo à saúde pública.

Segundo apurou “O País”, anexos como estes existem em muitas mesquitas da cidade de Maputo, mas este é o primeiro caso que revolta pessoas residentes nas proximidades.

O País