Uma criança de três anos de idade foi violada sexualmente supostamente pelo padrasto, na cidade de Chimoio, em Manica. A violação foi confirmada pelo hospital, mas o indiciado negou as acusações.

O acto ocorreu na ausência da mãe tendo o suposto violador se aproveitado do sono da menor para satisfazer os seus apetites sexuais, segundo noticia o jornal O País.

Após o regresso da progenitora a menor denunciou o caso, tendo a mãe reportado à polícia. Mas já sob custódia policial o indiciado nega ter violado a criança. “Não violei a criança, introduziram um objecto qualquer só para me incriminar”, nega o indiciado.

As autoridades policiais afirmam ter havido penetração. “Tudo indica que de facto houve uma penetração entre o indiciado e a vítima, já foi lavrado o respectivo expediente que será remetido ao Ministério Público para procedimentos subsequentes”, informou o agente da PRM.

A criança foi levada ao hospital onde após ser submetida a exames concluiu-se que houve violação sexual. Ainda esta semana, a Polícia da República de Moçambique deteve dois jovens indiciados de violar duas adolescentes de 15 e 17 anos de idade.

Folha de Maputo