Dois membros do Serviço Nacional de Migração foram expulsos, um foi despromovido e outros três foram demitidos de Janeiro a Abril deste ano por envolvimento em casos de corrupção.

Nos últimos quatro meses, a falta de ética e disciplina no Serviço Nacional de Migração, levou a instauração de 48 processos disciplinares, e expulsão de dois funcionários.

Dados da migração indicam ainda que no mesmo período, 429 indivíduos maioritariamente oriundos do Malawi, Etiópia e do Bangladesh foram repatriados.

O porta-voz do SENAMI falava na manhã desta sexta-feira após o patenteamento e tomada de posse de Edgar Nhamue para o cargo de Chefe do Departamento Jurídico do SENAMI, Felizardo Sede ao cargo de Director provincial de Migração de Gaza, e o patenteamento de Maria de Fátima como supertenente chefe da Migração.

O País